E se tentarmos?

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Ontem o meu maninho fez anos!!

Irmãozinho,

Queria ter-te escrito algo ontem, mas com toda a confusão inerente ao dia em questão, acabo por apenas te dedicar umas palavras hoje…

Que te posso eu dizer que não saibas? E que te posso eu dizer que não soe a cliché?

Assim, limito-me a lembrar-te da importância que tens para mim, enquanto irmão, e do valor que tens para mim, enquanto ser humano. Ambas as coisas me demonstraste, mais uma vez (apenas mais uma entre tantas e tantas!...), no domingo, na esplanada. Começou pela coragem que revelaste em me acompanhar à esplanada em plena vaga de frio (eheheh!), e continuou pela conversa que mantivemos… trocámos ideias acerca de problemas comuns, escutaste-me e compreendeste-me em relação a problemas só meus… para além de um grande irmão, és um grande amigo. Utilizando uma expressão que me é muito querida (por me ter acostumado, a determinada altura, a escutá-la de outra boca, da boca de alguém que tanto significou para mim), és um CAMPEÃO!!

O que te desejo nesta fase, irmão, fundamentalmente, é que arranjes o merecido e acredito que desejado emprego que procuras… sabendo de antemão que não é isso que nos define, sei que ainda assim é de uma extrema importância.

Quanto ao resto, irmãozinho, mantém-te no caminho que tens seguido…

2 Comments:

  • Tu tambem és um CAMPEÂO, e sem dúvida que estás sempre a revela-lo

    By Anonymous Anónimo, at 18 de dezembro de 2007 às 20:24  

  • Profundo bem-haja, brother. Repito "Campeão" com o sabor salgado das lágrimas nos lábios, coisa confusa esta de encontrar força em tão dolorosas recordações.
    Que sejamos ambos (e todos) campeões. Sempre.

    By Anonymous André, at 23 de dezembro de 2007 às 01:10  

Enviar um comentário

<< Home